Início > Uncategorized > X Semana de Geografia: Palestra Atlas de Exclusão Social de Osasco

X Semana de Geografia: Palestra Atlas de Exclusão Social de Osasco

As questões relacionadas a exclusão social tem sido objeto de estudos de diversas áreas do conhecimento das disciplinas relacionadas as ciências humanas devido ao impacto que estas questões geram em todo o conjunto da sociedade. A iniciativa de se criar um Atlas da Exclusão Social já é em si um avanço em termos de estudo da questão, mas ainda mais inovador e eficaz é a criação de um Atlas regional sobre a questão.

Enquanto geógrafos nos preocupamos não somente com o estudo do território, mas também devemos nos preocupar também com o estudo da Região. A região se tornou um elemento importante dos estudos geográficos na medida em que é nela que as ações do sistema global podem ser mais apropriadamente constatadas e identificadas. A mudança de uma grande empresa multinacional, a instalação de uma hidrelétrica ou a abertura de uma rodovia tem motivações que estão além da região (mais ligadas a lógica do território), no entanto os impactos humanos se dão é na região se não na própria localidade. A geografia, neste sentido, faz seu papel de não apenas estudar os “objetos técnicos” a serem instalados no território, mas também estudar os “sistemas de ações” que são afetados na instalação destes objetos técnicos. Daí a proposta do professor Milton Santos para a geografia:

A partir da noção de espaço como um conjunto indissociável de sistemas de objetos e sistemas de ações podemos reconhecer suas categorias analíticas internas. Entre elas, estão a paisagem, a configuração territorial, a divisão territorial do trabalho, o espaço produzido ou produtivo, as rugosidades e as formas conteúdo. Da mesma maneira, e com o mesmo ponto de partida, levanta-se a questão dos recortes espaciais, propondo debates de problemas da região e do lugar; o das redes e das escalas. (Santos, 1995, p.19)

A proposta de criação de um atlas regional da exclusão social em Osasco nos leva a uma nova dinâmica de entender os impactos da globalização em termos regionais e locais. A proposta de estudo e da criação do Atlas da Exclusão Social em Osasco, repito, foi boa, mas se mostrou inconsistente enquanto Atlas Geográfico da Exclusão Social. É realmente um Atlas da Exclusão Social de Osasco, mas ainda não é um Atlas Geográfico da Exclusão Social de Osasco, porque não apontou os “objetos instalados no território” como bem apontou o Professor Ricardo Antas Júnior.

Faltou método de análise geográfica no trabalho que apenas se deteve nos aspectos estatísticos da região. Os mapas e os dados estatísticos estavam lá, mas faltou o método de análise geográfica. Para fazermos um estudo realmente geográfico e produzir um mapa geográfico da exclusão social devemos nos ater ao método geográfico e não apenas aos dados geográficos se não corremos o risco de falarmos o óbvio (os ricos moram nas regiões mais desenvolvidas e centrais da cidade e os pobres nas regiões mais afastadas e menos desenvolvidas da cidade) e sermos ridicularizados por isso. Por isso volto ao velho Milton Santos que afirma que para estudar os sistemas de objetos e sistemas de ação (base do método de análise geográfica) devemos tender a dinâmica do território e da região com base nos seguintes pontos:

“O estudo dinâmico das categorias internas acima enumeradas supõe o reconhecimento de alguns processos básicos, originalmente externos ao espaço: a técnica, a ação, os objetos, norma, os eventos, a universidade e a particularidade, a totalidade, a totalização, a temporalização e a temporalidade, a idealização e a objetivação, os símbolos e a ideologia” (Santos, 1995, p.19)

A análise geográfica é complexa, mas esta longe de ser complicada. Ela é ampla e sistêmica, mas local e necessária. E afinal de contas, esse é o ofício geógrafo: pensar globalmente e agir localmente.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: