Início > Uncategorized > Pedagogia Empresarial, Geração Y e os desafios das novas Organizações Produtivas: Google, Yahoo e empresas de novas tecnologias.

Pedagogia Empresarial, Geração Y e os desafios das novas Organizações Produtivas: Google, Yahoo e empresas de novas tecnologias.

Drucker disse em seu livro Sociedade Pós-Capitalista: o desafio é aumentar a produtividade do trabalhador do conhecimento. Ele também disse que se fosse necessário vigiar e supervisionar esse trabalhador para fazê-lo trabalhar ele seria praticamente inútil a essa organização. Em empresas de alta tecnologia como o Google e o Yahoo (são matérias do vídeo abaixo) isso é uma realidade concreta.

Mas, some a necessidade deste trabalhador se “auto-supervisionar” e ser “altamente produtivo” com a postura da chamada geração Y

É um grupo conhecido como geração Y, formado por jovens entre 18 e 30 anos. Eles são menos pacientes, menos fiéis e não se importam com certos protocolos da hierarquia. Essa geração também leva às últimas conseqüências o princípio de que só vale a pena trabalhar em uma companhia se (e enquanto) ela for útil para a construção rápida de sua carreira. Lidar com as características à primeira vista intratáveis dessa nova geração é um dos grandes desafios para empresas de todos os setores, em todos os lugares do mundo. “Hoje as companhias têm de renovar os vínculos com o pessoal, mas a tarefa é mais complicada quando se trata dos jovens da geração Y”, diz Renato Guimarães Ferreira, professor da Fundação Getulio Vargas de São Paulo, especialista em recursos humanos. Matéria completa Revista Exame: clique aqui

Eis o ambiente de trabalho desafiador que a pedagogia empresarial vai ter pela frente. É essa geração que as corporações querem que o pedagogo ensine a “aprender a aprender”…rs A pedagogia esta sendo chamada para as corporações para ensinar o que os pais não deixaram os professores da pré-escola ensinar: paciência no aprendizado, compromisso com a organização e respeito a autoridade… Afora isso também tem o próprio problema da aprendizagem fabril (aprendizagem de fábrica) que tem que ser substituida por um aprendizado dinâmico e E o que dizer da Lei de Gerson da geração Y.

As corporações estão buscando aumentar a produtividade deste trabalhador (processos de aprendizagem para a consolidação de uma cultura corporativa não são a curto prazo), solidificar vínculos (diminuir a rotatividade não somente por questões de custos de admissão ou demissão, mas também devido a projetos que eles começam e não concluem) e concretizar uma visão de negócios (pensar juntos qual o foco do negócio).

Os pedagogos (e os educadores em geral) estão sendo convocados a participar desta épica batalha! Viva a pedagogia empresarial!

Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: