Início > Uncategorized > A nova liderança e o trabalho em Equipe: baseado no desenho animado Carros

A nova liderança e o trabalho em Equipe: baseado no desenho animado Carros

O mundo hoje tem um grande desafio: mesclar liberdade de escolha com solidariedade social. Este o desafio. Lutamos para que nosso “direito de ser” fosse respeitado ao máximo, mas isso acarretou um “desligamento” nosso com o coletivo. A idéia de solidariedade esta hoje mais ligada a caridade do que a ajuda mútua e isso é extremamente prejudicial para todos nós.

Mas, a questão é ainda mais séria quando voltamos nossos olhos para o mundo corporativo. Neste mundo onde se tem a concepção de que “somente os mais fortes sobrevivem” a questão da solidariedade beira a ingenuidade. O grande slogan é: seja a estrela do time. Mas, o nome já diz “estrela” de um time. É preciso ter um time para ser estrela. Sem time não há estrela.

O filme carros mostra bem isso! Ele nos leva a ver como o individuo pode fazer a diferença sim, mas nos leva a ver que ele não é A DIFERENÇA. Ele pode até significar 90% de uma equipe, mas 90% não é 100%. Vemos no filme que um corredor mediano pode chegar a índices maiores do que um corredor excelente porque ele faz a diferença na equipe. Mas, para um cara que tem talento não é fácil ver deste ângulo. Ele foi treinado para ter alto confiança.

Ele fez aqueles cursos de PNL onde ficou repetindo horas: eu sou o bom, eu sou o melhor, eu sou o imbatível, eu sou criativo. Este individuo brilhante (como é o McQueen do filme), porém não se deu conta de que a implementação de um projeto (plano, carreira, grupo, meta etc) é o maior desafio. Idéias brilhantes muitos podem ter individualmente, mas para implementá-las somente um grupo coeso, bem focado e que acredita na proposta apresentada. Sem isso, não tem como.

Para criar uma equipe assim o líder tem que deixar esse lance de relações sociais como “bons colegas de trabalho” para se firmar uma relação do tipo “amigos que trabalham juntos”. Ele precisa ouvir os mais velhos e os mais experientes. Toda a atividade tem macetes que só os que estão dentro sabem! Ele precisa colocar seu ouvido para trabalhar. Ele precisa se estabilizar emocionalmente (uma parceira, uma namorada, uma esposa, um cachorro qualquer coisa!) e estar com a retaguarda firme para criar uma nova visão sobre o seu presente.

Se ele estiver muito ansioso para que a coisa venha dar certo, fatalmente ela ira dar errado. Estar firme é diferente de estar ansioso. Precisamos ter uma visão de que o nosso trabalho é uma excelente oportunidade para crescermos como pessoas e não que nosso trabalho é uma forma de escravidão que somente nos faz diminuir como pessoas. Precisamos mudar urgentemente a forma como vemos o mundo e o líder que tem essa nova visão é a porta de entrada destes novos (na realidade são antigos e estão sendo perdidos) valores de relacionamento!

Baixe o vídeo aqui: clique aqui
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: